A Gestão de comunidades é a nova gestão de recursos humanos

A Gestão da comunidades é muitas vezes vista como uma extensão do marketing. Se um mundo linear exigia marketing e relacionamentos com clientes para gerenciar e influenciar um público, o pensamento popular nos faria acreditar que um mundo participativo em rede deveria mudar o foco do marketing para o gerenciamento da comunidade. Mas uma comunidade não é simplesmente um público mais participativo.

Uma comunidade deve ser dimensionada em um negócio de plataforma, da mesma forma que uma força de trabalho de funcionários é dimensionada dentro de uma organização. A Gestão de comunidades requer estruturar e gerenciar incentivos aos participantes, possibilitar o aprendizado e o desenvolvimento dos produtores e criar uma série de outras infraestruturas de apoio que tradicionalmente o departamento de recursos humanos forneceria internamente a uma organização. Gerenciar os incentivos e a governança da comunidade é tão importante quanto gerenciar a conduta e o compliance dos funcionários internos.

O primeiro funcionário não-fundador do Instagram não era engenheiro, nem designer, nem mesmo profissional de marketing. Os fundadores do Instagram entenderam a importância de gerenciar ecossistemas e comunidades. O funcionário nº 1, Josh Riedel, era um gerente de comunidade, encarregado exclusivamente de gerenciar a crescente comunidade de criadores de conteúdo no Instagram.

O Gerenciamento da comunidades é ainda mais importante quando se considera o fato de que mercados de serviços, como o Airbnb, competem com provedores de serviços tradicionais, como hotéis. Os provedores de serviços tradicionais investem pesadamente em treinamento e gerenciamento de incentivos para seus funcionários. Para fornecer um serviço de qualidade equivalente aos provedores de serviços tradicionais, os mercados de serviços de hoje devem garantir que eles invistam no gerenciamento e desenvolvimento da comunidade, da mesma forma que os hotéis investem no treinamento de funcionários. A maioria das plataformas de trabalho sob demanda hoje deve redesenhar o gerenciamento da comunidade como uma função de gerenciamento de recursos humanos para uma era de plataformas abertas.

Trecho traduzido do livro PLATFORM SCALE, Como um modelo de negócios emergente ajuda startups a construir grandes impérios com investimento mínimo, Choudary, Sangeet Paul, 2015

Um comentário em “A Gestão de comunidades é a nova gestão de recursos humanos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s