Os Dados são o novo dólar

Na busca por maximizar o valor para o acionista, as organizações têm sido tradicionalmente otimizadas para absorver receita. Os profissionais de vendas são medidos e incentivados com base na receita que ajudam a organização a absorver.

Na busca de se transformar em plataformas, as organizações devem mudar de uma cultura de absorção de dinheiro para uma cultura de absorção de dados. As unidades de negócios devem ser medidas não apenas em termos de dólares absorvidos, mas também em termos de dados monetizáveis absorvidos. Como empresas como o LinkedIn demonstram, mais dados absorvidos dos usuários geram mais formas de ganhar dinheiro. O LinkedIn absorve mais dados de seus usuários do que o Monster jamais absorveu, e isso o ajudou a criar um mercado de trabalho maior do que o do Monster.

As interações do ecossistema são orquestradas usando dados. A oferta é combinada com a demanda usando dados. Os usuários da plataforma são atendidos de maneira altamente personalizada, aproveitando os dados. Toyota, GM e Ford estão se transformando em empresas de aquisição de dados, à medida que avançam para reimaginar os carros como plataformas. Seus carros transmitem constantemente dados sobre o uso, o que ajuda essas marcas a prever melhor o serviço pós-venda. Os dados coletados dos carros também ajudam as seguradoras a personalizar melhor seus modelos premium.

Trecho traduzido do livro PLATFORM SCALE, Como um modelo de negócios emergente ajuda startups a construir grandes impérios com investimento mínimo, Choudary, Sangeet Paul, 2015

Um comentário em “Os Dados são o novo dólar

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s