Microservices

Enquanto estou criando uma massa de dados resolvi escrever sobre Microservices. 

Mas por que Microservices?

Porque é o estilo arquitetural mais falado do mercado no momento e porque eu acho bem interessante. Se você perguntar para aquele seu colega early adopter ele vai dizer que já aplicou no último projeto e que já está dominando o Node.js.:)

Brincadeiras a parte, segue uma definição de elevador:

Microservices é um estilo arquitetural no qual um sistema complexo de software é formado por um ou mais serviços pequenos, chamados de micro serviços. Estes serviços tem foco restrito a uma capacidade de negócio, são fracamente acoplados e agnósticos em relação à linguagem de implementação. Cada serviço é uma aplicação que tem uma API REST bem definida. Os serviços se comunicam uns com os outros através de suas APIs. Eles são desenvolvidos e mantidos por pequenas equipes. Essas equipes geralmente aplicam práticas ágeis e ao contrário da prática normal, onde uma equipe desenvolve e outra equipe mantém a aplicação, é comum que a equipe que desenvolve também seja responsável pela operação. Nesse contexto as equipes aplicam Continuous Delivery e práticas de DevOps.

Então é isso. A massa de dados está quase pronta. Fui…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s